Quinta-feira, 22 de Maio de 2008

o mundo estava no rosto da amada





o mundo estava no rosto da amada
e logo se converteu em nada,
num mundo fora do alcance,
mundo-além.
por que não o bebi quando o
encontrei no rosto amado,
um mundo à mão, ali,
aroma em minha boca,
eu só seu rei?
ah, eu bebi. com que sede eu bebi.
mas eu também estava pleno de mundo
e, bebendo, eu mesmo transbordei. 


música: out of africa - john barry

publicado por falta aqui uma corda às 06:28
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De Sara V. a 26 de Maio de 2008 às 11:01
Muito bonito! Gostei! Palavras proferidas com elegância tanto no sentido como no jogo de ritmo.

Vim retribuir a visita!
Ah, e aproveito, deixo um convite para o meu outro blog, que não é de pintura mas sim de palavras (tem muitos contos e alguns poemas):
http://asaspavoar.blogs.sapo.pt


De M.Luísa Adães a 6 de Julho de 2008 às 09:41
faltaaquiumacorda

Belo, belissimo o que se diz, o que se sente, o que se depreende!

Maria Luísa


Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 4 seguidores

.tags

. aira manna(1)

. alma(1)

. certo(1)

. corazón(1)

. cordas minhas(1)

. corpo(1)

. dança(1)

. dia da criança(1)

. esplendor(1)

. filhos(1)

. francesca woodman(1)

. isolas-te(1)

. lar(1)

. madalena barbosa(1)

. merryl streep(1)

. mother(1)

. noche(1)

. olhos(1)

. out of africa(1)

. palavra indizível(1)

. pasión(1)

. passos(1)

. pink floyd(1)

. rachels(1)

. rainer maria rilke(1)

. sidney pollack(1)

. sinead o'connor(1)

. tango(1)

. toxicity(1)

. vida(1)

. vigia(1)

. todas as tags

.subscrever feeds